Aqui, lê-se, drama e doçura.

Escrevo meus porquês, sem poréns e sem vírgulas.
Meu mundo é perigoso e opcional.
Sou liberta de correntes.
Vivo.

Deixo ser
Deixo estar
Deixo a vida passar
- Observo enquanto escrevo.
Transformo vivência em palavras
e -
Deixo as palavras invadirem o espaço.

Vendo a vida passar; e escrevendo entre aspas.
(Aqui, lê-se, drama e doçura.)

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Em um período orei uma frase.

com ênfase e base
Um período simples
e orações compostas,
(espero respostas)
porque não gosto de ser principal.
Só não me subestimem,
sou subjetiva,
tenho lá meu sujeito
esse é meu feito.
sou bastante direta,
o desafio para um poeta.
e se precisar
vou dar lá minhas indiretas.
Tomo cuidado
para não me ligar,
não gosto de explicações,
- não sou adjetiva -
não sou explicativa,
sou é substantiva,
mas não predicativa,
não completo nomes,
não sou completiva.
Se for pra explicar
(só se pesar)
logo me coordeno
mas trago comigo
um conectivo.
assim sou sindética
cheia de ética.
Mas o que eu fiz mesmo
foi orar uma frase
com ênfase e base
(...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário