Aqui, lê-se, drama e doçura.

Escrevo meus porquês, sem poréns e sem vírgulas.
Meu mundo é perigoso e opcional.
Sou liberta de correntes.
Vivo.

Deixo ser
Deixo estar
Deixo a vida passar
- Observo enquanto escrevo.
Transformo vivência em palavras
e -
Deixo as palavras invadirem o espaço.

Vendo a vida passar; e escrevendo entre aspas.
(Aqui, lê-se, drama e doçura.)

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Cody; toda morte tem um propósito.

Meu querido amigo Cody. Meu melhor e mais velho amigo.
Você não sabe a sensação da perda que estou sentindo agora. Há um buraco em meu coração e anseio profundamente a sua volta. Sei que isso não vai acontecer, mas como eu queria que acontecesse... Você esteve comigo nos meus melhores e piores momentos, me entendia, concordava comigo e até mesmo limpava minhas lágrimas. Que falta faz...
Meu querido e melhor amigo Cody, você tinha lá seus defeitos, mas suas qualidades supriam de todos eles. Eu odiava quando você latia muito, pro nada. Mas adorava me aquecer em seus pelos no inverno. Era quente, macio...
Por que você se foi, meu querido amigo? Eu te amava, você era como um irmão para mim. Meu irmão mais velho, eu te amo ainda. Faria de tudo para fazer você voltar. Era bom te ver dormir, você era um anjo, mas não queria que dormisse eternamente.
Ah Deus, porque foi tão mau comigo ?
Por que Deus? Por quê? Ele era especial.
* 22 de Junho.

Cody, meu querido, Como está? Espero que bem.
Então, Deus falou comigo. Ele disse exatamente assim:
"Filho, ele era especial, mas ele morreu por um propósito."
É mais ou menos a mesma coisa, Cody. Não fique chateado com Deus, você era muito especial para mim, e o filho de Deus era muito especial para ele.
Sinto-me melhor.
Queria que soubesse que você é tão importante.
Quando perdemos alguma pessoa que amamos ou um animalzinho de estimação, devemos sempre nos lembrar que Deus deu seu filho também, e ele te entende, ele sempre vai entender; Só corra para ele
Cody, eu te amo tanto...
* 30 de Junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário