Aqui, lê-se, drama e doçura.

Escrevo meus porquês, sem poréns e sem vírgulas.
Meu mundo é perigoso e opcional.
Sou liberta de correntes.
Vivo.

Deixo ser
Deixo estar
Deixo a vida passar
- Observo enquanto escrevo.
Transformo vivência em palavras
e -
Deixo as palavras invadirem o espaço.

Vendo a vida passar; e escrevendo entre aspas.
(Aqui, lê-se, drama e doçura.)

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Dúvida ou vontade de fazer o que não é certo?

Dúvida ou vontade de fazer o que não é certo?
A luz da lua me abraça,
e as palavras ecoam em minha mente.
O que sai de minha boca é falha.
Dúvida ou vontade de fazer o que não é certo?
Minha ética é duvidosa,
Deveria e não posso.
O que sinto afinal?
Dúvida?
Eu quero.
Não quero.
Eu posso.
Não posso.
Ou vontade de fazer o que não é certo?
O complicado é prático,
mentes comuns não entenderão,
Por isso não entendo mais.
Dúvida ou vontade de fazer o que não é certo?
Tenho vontade,
que vontade complicada,
que vontade estranha.
Vontade de fazer o que não é certo:
De me enganar,
Eu não te amo mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário