Aqui, lê-se, drama e doçura.

Escrevo meus porquês, sem poréns e sem vírgulas.
Meu mundo é perigoso e opcional.
Sou liberta de correntes.
Vivo.

Deixo ser
Deixo estar
Deixo a vida passar
- Observo enquanto escrevo.
Transformo vivência em palavras
e -
Deixo as palavras invadirem o espaço.

Vendo a vida passar; e escrevendo entre aspas.
(Aqui, lê-se, drama e doçura.)

segunda-feira, 15 de junho de 2009

PEQUENO ANJO

Ei, pequeno anjo olhe para mim.
Seus olhos são tão pequenos e frágeis... Eu sinto que vou lhe machucar só de te olhar, mas você é meu anjo, no qual eu preciso proteger, fique sempre perto de mim,ok?
Nós vamos voar juntos até onde o céu poder nos levar, o vento será o nosso caminho e as nuvens nos guiarão.
Aponte para a lua, ela está brilhando, esperando a nossa chegada. E o sol, ele sorri para nós.
Isso não é bom? Agora olhe para o baixo, não é lamentável? Nós estamos tão felizes e eles estão chorando.
A humanidade está se acabando aos poucos, meu pequeno anjo, mas eu vou lhe proteger, de TUDO. Mesmo não podendo, porque você é meu precioso, e até o fim com você estarei
Pequeno anjo, ainda me ouve? Que bom.
Agora escute a última nota dessa música angelical que se aproxima mais e mais.
Vamos! eles estão nos esperando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário