Aqui, lê-se, drama e doçura.

Escrevo meus porquês, sem poréns e sem vírgulas.
Meu mundo é perigoso e opcional.
Sou liberta de correntes.
Vivo.

Deixo ser
Deixo estar
Deixo a vida passar
- Observo enquanto escrevo.
Transformo vivência em palavras
e -
Deixo as palavras invadirem o espaço.

Vendo a vida passar; e escrevendo entre aspas.
(Aqui, lê-se, drama e doçura.)

terça-feira, 16 de junho de 2009

O amor é doce

Apesar da claridade do sol, consigo enxergar o seu brilho. O céu longe das nuvens é uma proteção aos sonhos.
Apesar dos maus momentos, ele sempre trará consigo nossas lembraças. Trovões, chuvas, o negro das nuvens, tudo, mas mesmo assim isso nunca voltará.
Por favor, brilhe mais que o sol, para que eu enxergue só a você.Para que a chuva não precise levar embora nossas lembraças. Grite mais do que o barulho de um trovão, para que eu te escute, para eu escutar os seus sentimentos, assim eu saberei onde estás e você poderá me ver.
Irei te abraçar e colheremos mais lembranças. Nossa história de amor pode recomeçar. E nossos caminhos... serão sempre cheios de esperanças, e lembranças.
Não terão trovões e um dia nublado, terão arco-íris, terão sonhos de verdade. Eu preciso de você, para que eu possa caminhar cheia de memórias. Mesmo que o caminho seja longo, ocuparemos esse espaço. Só nós, eu e você.
Mesmo que a noite fique fria, nos aqueceremos porque não existe noite sem fim.
Acredite, acredite, acredite. Acreditar é tudo, porque o amor é tão doce...
O amor é o doce da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário